Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Dicas da Oksi

Receitas saudáveis&vegetarianas, dicas de beleza naturais, curiosidades alimentares e outras utilidades naturais.

Chucrute/Sauerkraut

cats

Para dar início à rubrica do Universo dos Alimentos, na qual vou falar de pérolas alimentares pouco conhecidas ou subvalorizadas em Portugal. Hoje vou-vos falar de Chucrute que também é conhecido por Sauerkraut, e que cuja adaptação orientar é Kimchi. Por esta altura já devem estar muito confusos com estes nomes, mas já vou explicar tudinho. 

Chucrute é um alimento muito popular na Alemanha e nos países do Leste que é feito partir da fermentação do repolho, geralmente branco. Kimchi é uma espécie de versão coreana do Chucrute, que é feita usando como base a couve-chinesa. A receita tradicional leva também rodelas de lulas cruas, mas penso que hoje em dia esta adição já não é "obrigatória" (e ainda bem).

Mas, voltando ao chucrute. Fiz um esquema muito científico para resumir o processo pelo qual uma simples couve passa a um probiótico:

Sem Título

Então, a junção de couve cortada em tiras fininhas com sal faz com que ela liberte o seu sumo. Este produto é guardado num frasco de vidro, de preferência, sob certas condições térmicas, devendo estar num ambiente quente e húmido para ocorrer o processo de fermentação. Este, deve demorar no máximo cerca de 48h a começar.

Esse processo de fermentação pelo qual passa a couve, faz com que o seu valor nutricional e as suas vitaminas aumentem em muitas vezes, passando a ser um probiótico natural, tal como são os tão conhecidos iogurtes naturais. Por isso, chucrute melhora a flora intestinal ao atuar no equilíbrio bacteriano intestinal e protegendo-nos contra doenças e infecções do estômago, controla o colesterol e contribui para a redução do risco do cancro. Para além disso, é muito rico em vitamina C (cerca de 18% do valor diário recomendado por cada 100 gr), em Ferro (12% do valor diário recomendado por cada 100 gr), em fibra dietética, magnésio e potássio. 

Se este alimento for preparado em casa, garantido que é cru e não-pasteurizado, vai conter também micróbios vivos (dos bons) e vai ser rico em enzimas. Também, vai ajudar a manter o balaço do pH do estômago e vai ajudar na digestão das proteínas.

Espeto que com este post tenham ficado a conhecer esta tão subvalorizada pérola alimentar, e se quiserem receita caseira do chucrute, é só comentar :)

 

2 comentários

Comentar post

Sobre a autora

Sou a Oksana, apesar de ser mais conhecida por Oksi e sou apaixonada por culinária vegetariana e pela fotografia. Sou estudante de Psicologia Clínica e dedico-me também à realização de workshops de culinária vegetariana.

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Facebook

WORKSHOP HAMBÚRGUERES PORTO (Nova data):

WS PrROBIÓTICOS PORTO (nova data):

Códigos de desconto:

Instagram